ubatuba.net, caraguatatuba.net, saosebastiao.net, ilhabela.net, bertioga.net, peruibe.net, praiagrande.net, litoral.info, ubatuba.info, caraguatatuba.info, saosebastiao.info, ilhabela.info, guaruja.info, guaruja.org, bertioga.org, saosebastiao.org, caraguatatuba.org, ubatuba.org, praias.org e ilhabela.ws
 
Temporada e Venda Pousadas e Hotéis Lanchas e afins Massagistas Bahia Online  
 

Um guia completo sobre Ilhabela com fotos, vídeos, mapas, cachoeiras, ecoturismo, praias, mergulho e informações sobre casas para temporada, hotéis, pousadas e camping.

Nosso Portal, com mais 20 domínios de acesso, tem aproximadamente 1000 anúncios de hotéis, pousadas, camping e casas para temporada em Ilhabela, Ubatuba, Caraguatatuba, São Sebastião, Bertioga, Guarujá, Peruíbe, Praia Grande etc... O maior site do Litoral Paulista.

 

A Ilha de São Sebastião, sede do município ILHABELA, e a maior ilha Oceânica brasileira com 346 km2, um misto de altas montanhas - Pico São Sebastião (1379m) e Pico do Papagaio (1307m) - enormes trechos de mata atlântica, quase 40 praias, nascentes, mais de 300 cachoeiras, e nos que seguem pela planície litorânea, formando manguezais.

Flora e fauna, ricas e diversificadas, ocupam ilhas, ilhotas e lajes. A sul e leste de Ilhabela, entre 30 e 100m da costa, encontram-se navios naufragados, hoje habitados por cardumes tropicais. É um paraíso para a pratica de esportes náuticos e de natureza.

 
atividades Ilhabela
Belíssimas praias desenham os 150 km do contorno de IIhabela, que apresenta uma face voltada para o canal e o continente banhada por mar calmo; em outra, mais selvagem, voltada para o Atlântico - tombada pelo Patrimônio da União como reserva ecológica - estão os altos costões rochosos, as praias desertas, o mar aberto e agitado.

Ao sul e leste de IIhabela os navios naufragados atraem mergulhadores.

O mar sedutor em permanente convite para navegar e navegar. O CANAL DE SÃO SEBASTIÃO, que separa Ilhabela do continente e por onde cruzam as balsas é área de treinamento de grandes velejadores. Aqui acontecem eventos náuticos de grande porte.

No mês de julho, durante a SEMANA INTERNACIONAL DA VELA, centenas de embarcações participam das regatas promovidas pelo late Clube.

 

 
NAUFRÁGIOS: ao sul e a leste de IIhabela, entre 30 e 100 m da costa, encontram-se vários navios naufragados, hoje habitados par cardumes tropicais. O mais famoso é o transatlântico espanhol, PRINCIPE DE ASTÚRIAS, que deixou o porto de Cadiz,na Espanha, com 500 passageiros a bordo, rumo a Buenos Aires, mas naufragou na Ponta de Piratuba em 3 de março de 1916. Outros naufrágios entraram para a história de Ilhabela: O navio vela-vapor DART do Correio Real Inglês (1884) na Ponta da Sepituba; o vapor inglês VELÁZQUEZ (1908) que bateu contra a Ponta da Sela; o cargueiro THERESINA (1919) que afundou a nordeste de Borrifos, onde sua hélice é a principal atração dos mergulhadores; e o cargueiro brasileiro AYMORÉ (1920), perto da Praia do Curral.
 

ROTEIRO HISTÓRICO: a primeira expedição que aportou no local estava sob o comando de Américo Vespúcio. Era 20 de janeiro de 1502 e a iIha recebeu o nome de São Sebastião, o santo do dia. Urbanizado e sofisticado,o município movimenta-se no charmoso centrinho e na Rua do Meio da Vila, entre construções em estilo colonial, antiquários e uma ótima infra-estrutura de serviços com hotéis, restaurantes e bares rústicos ou requintados. 

Igreja Matriz de N. Sra. D`Ajuda: 1806; piso de mármore espanhol, o forro da nave pintado a óleo reproduz Nossa Senhora da Ajuda e escadaria com imagens de São Sebastião, São Benedito e São Paulo; Praça Prof. Alfredo Oliani 53, Centro Histórico. 

Antiga Cadeia e Forum: construção em estilo militar de 1911; Praça Professor Alfredo Oliani, Centro Histórico. 

Canhões: peças da artilharia real portuguesa de 1520, 1526 e 1540, expostas próximo ao píer da Vila.

Canoa Caiçara de Voga: era utilizada para transportar café, banana e outros produtos no período colonial; em exposição no Centro Histórico. 

Fundação Arte e Cultura: no prédio colonial onde funcionou a Prefeitura ate 1998; exposições permanentes de arte; ESPAÇO DO ARTESÃO; no local são comercializados objetos produzidos por artistas da região e comunidades caiçara, Rua Doutor Carvalho 80, Centro Histórico. 

Painel Turístico: obra de Alfredo Oliani em pedra e azulejo, apontando os principais pontos turísticos no mapa do município.

Cadeia Forum Ilhabela

 

TRILHAS

Pico do Baepi - 4 h; trilha difícil que sobe ate 1058m; em dias claros e sem nuvens oferece uma bela visão da cadeia de montanhas da Ilha, do Canal de São Sebastião e de boa parte da Serra do Mar; evitar essa trilha em dias de chuva.

Agua Branca - 2 km; fácil acesso; cachoeiras e piscinas naturais como o Poço da Pedra, o Poço da Escada e o Poço do Jabuti; inicio da trilha na guarita do Parque Estadual, na Estrada dos Castelhanos.

Cachoeira da Laje - deixando o carro no extremo sul da estrada, na Ponta da Sepituba, com mais 1 h de caminhada, em direção a Praia do Bonete, chega-se a Cachoeira da Laje, onde o curso do rio forma algumas quedas, tobogãs e belíssimas piscinas naturais.

Pancada D` Agua - cerca de 20' de caminhada fácil e trajeto sinalizado, embora íngreme; começa no morro atrás da Praia da Feiticeira e leva à Cachoeira Pancada D'Água, conhecida como Cachoeira dos Três Tombos, formada por varias quedas que resultam em piscinas naturais e cercada pela mata verde.

Bonete - 13 km a partir da Ponta de Sepituba, com diversos regatos e cachoeiras, subidas e terreno acidentado ate chegar a Praia do Bonete.

Comunidades Caiçaras - descendentes de antigos colonizadores, os caiçaras vivem hoje espalhados por todo arquipélago em dezoito núcleos, alguns deles isolados, como os das ilhas de Búzios e Vitória e das praias ao sul da Ilha, em frente ao mar aberto; conservam suas tradições na arquitetura das moradias, nas festas folclóricas, no artesanato e na fabricação de canoas; sobrevivem, basicamente, de recursos naturais como a pesca e a agricultura.

 

Você chegou no paraíso  - Conheça os detalhes da casa 13 - Praia do Julião

Explêndida residência com piscina, sala de estar e jantar, lavabo, 1 suite, 2 quartos, banheiro, cozinha, garagem para 3 carros, churrasqueira e antena parabólica. Acomodação para 9 pessoas.

Localização: a casa está numa rua tranquila a 200 m da Praia do Julião e a 6 km ao sul da balsa. A Praia do Julião está localizada entre a Praia Grande e a Praia da Feiticeira em Ilhabela.

Para maiores detalhes, por favor clique aqui!

 

PRAIAS DO CENTRO

1- Praia do Perequê - Uma das maiores da Ilha, é a praia onde acontecem eventos durante a temporada, atraindo um alto número de freqüentadores, devido também à sua beleza, que tem tudo para um cenário perfeito de cartão postal: Mar azul, areias claras e altos coqueiros enfileirados ao longo de sua extensão; ideal para a pratica de windsurfe quando o vento sul sopra mais forte; do local partem barcos e escunas. . No final de tarde, o pôr-do-sol completa esse cenário fazendo parte de um dos espetáculos naturais mais belos da Ilha. Conta com uma grande infra-estrutura de quiosques, bares, hotéis e restaurantes. 

 
2- Praia do Itaguaçu - É a praia onde se tem os mais diversos motivos de se estar ali. Tomar um banho de mar, caminhar, fazer exercícios físicos ou apenas descontrair-se nos vários bares, restaurantes e quiosques que ali se encontram. Um lugar perfeito para curtir um belo pôr-do-sol, e à noite, ainda oferece boas opções gastronômicas desde um sushi, uma picanha ou rodízio de massas e pizzas.
 
3- Praia do Itaquanduba - Pequena praia com 100 m de extensão tem seu nome de origem tupinanbá, que significa "pedra que rola", abriga a Marina Porto Ilhabela. Protegida da arrebentação de mar aberto, indicada para a vela e canoagem. Voce poderá desfrutar a um passeio pela ciclovia acompanhado de um belo por de Sol
 
4- Praia do Engenho D'Água - Praia tranqüila ideal para a prática de esportes náuticos, da canoagem ao para-sail. É uma das vistas mais belas principalmente ao entardecer despertando o desejo e praticar uma bela caminhada. Existe ali um antigo engenho de cana-de-açúcar patrimônio histórico da cidade, rodeado de coqueiros e chapéus-de-sol acrescentando um algo a mais na paisagem desse lindo lugar.
 

5- Praia Ponta do Pequeá - Muito freqüentada, indicada para a prática de esportes náuticos como canoagem, mergulho e natação. Vale a pena arriscar alguns arremessos onde a correnteza do canal fica a poucos metros da areia. A pesca noturna é um ponto de encontro dos pescadores.

 

6- Praia do Saco da Capela - Abrigada das correntezas e ventos, inúmeros veleiros e lanchas que estão atracados nas águas tranqüilas em frente ao Pindá Yacht Clube, compõem um xuberante cenário mar e terra. Sua infra-estrutura de bares e hotéis à beira-mar, fazem parte deste visual inesquecível. Para quem chega de barco, entrar na Ilha pelo píer é a melhor opção.

 

7- Praia de Santa Tereza - Também conhecida como praia dos pescadores, é o local ideal para a compra de peixes frescos todos os dias, onde está o mercado e o pier dos pescadores. Santa Tereza é o atracadouro dos iates e barcos que ali acrescentam nobreza e estilo ao visual. À sua direita, após as pedras, proporciona um bom local tranqüilo e sossegado para quem gosta de privacidade natural.

 
8- Praia Saco do Indaiá - divide-se em Praia da Vila, Praia do Centro e Prainha; boa oferta de serviços na Vila.
 

PRAIAS DO NORTE

 

9- Praia Mercedes - Tem acesso pela avenida principal. Está a 2,5 km ao lado norte da Vila, e a 8,5 km da balsa. Não é muito conhecida, pois se encontra atrás dos muros de um grande hotel. É pequena e com sua areia batida esta praia de mar calmo é ideal para banhos de mar, mergulho, esqui e iatismo. O lugar dispõe de telefone público e bar. Um lugar perfeito para descansar.

 
10- Praia Viana - Praia de fácil acesso, com local apropriado para mergulho livre devido as muitas tocas que servem de esconderijo perfeito para lagostas, polvos, etc.
Com 100 m de extensão, tem coqueiros e árvores que sombreiam sua orla.
As pedras no canto da praia podem-se tornar um passeio incrível, ainda mais se for comtemplado pela beleza de alguns dos inúmeros peixes que existem por lá.
 

11- Praia da Siriúba - Praia tranqüila, e pouco freqüentada, com mar muito calmo, mas que pode ter o seu cenário totalmente modificado em dias de vento pelos amantes do kitesurf, os quais tomam conta da praia com suas velas coloridas criando uma bela paisagem. No canto da praia encontra-se uma igrejinha escondida entre as pedras, transformando a praia em um lugar especial onde pode-se ver um lindo pôr-do-sol.

 

12- Praia do Arrozal - praia pequena; faixa de areia encoberta na maré cheia.

 
13- PEDRA DO SINO OU PRAIA DE GARAPOCAIA - mar calmo, coqueiros e larga faixa de areia; a 4 km da vila. Segundo historias caiçaras, o nome da praia se deve ao som emitido pelas pedras quando tocadas por objeto de ferro, sinal destinado a alertar contra ataques piratas.

 
14- Praia Ponta da Azeda - pequena praia tranqüila.
 

15- Praia do Pinto - Distante 6km ao norte da Vila, tem acesso por carro até um condomínio particular. A partir desse ponto, o acesso é feito a pé, cerca de 100m da praia. A larga faixa de areias claras é sombreada por coqueiros, flamboyants e chapéus-de-sol. Com muita gente bonita, a praia é indicada a pratica de esportes náuticos e, nos remansos mais calmos, à natação. A antiga colônia de pesca foi substituída por um moderno condomínio de casas de veraneio. Na praia, barracas vendem aperitivos.

 
16- Praia da Armação - uma das mais procuradas por velejadores de monotipo pois, lá se encontra a escola de vela BL3. Além do charme das velas coloridas a praia possue um pequena igreja aonde se realizam cerimonias. É uma praia perfeita para quem quer ver as belezas da vela e a animação dos velejadores. Ao norte, FAROL DE PONTA DAS CANAS.

 
17- Praia da Pacuíba - um cenário para quem quer curtir a natureza com muito sossego. Com 50m de extensão, suas águas transparentes dão um toque especial. A praia desaparece na maré cheia. Em dias de ventos fortes as ondas tomam conta da praia. O acesso local é feito por uma pequena trilha. Na ponta da praia, pequenas enseadas são próprias para os amantes do mergulho apreciarem a variedade de peixes, como a garopa, badejo e vermelho, entre outros.
 
18- Praia do Jabaquara - praia de águas calmas e areia clara entrecortada por cachoeira, algumas casas caiçaras, barcos e muitas arvores; acesso par trilha de 500m, a partir de Pacuíba. A TRILHA DO POÇO, 4h, tem inicio adiante da Praia de Jabaquara, seguindo a costeira ate o Saco do Poço, com cascata e piscina natural.

 
19- Praia da Fome - praia ao pé do morro de águas cristalinas e calmas, boas para mergulho; muitas pedras; acesso por trilha ou via marítima. O local foi um dos principais pontos de tráfico de escravos.
 

PRAIAS DO LESTE

 

20- Praia do Poço - pequena, primitiva e desabitada; águas tranqüilas; pedras e rochedos; bom local para mergulho; mar aberto ao leste. Entre o Saco do Poço e o Saco do Eustáquio, a ILHA DE BÚZIOS é o paraíso dos mergulhadores com garrafa ou apnéia, onde se pode observar a passagem de golfinhos, tartarugas e baleias, alem de diversos tipos de peixes e lagostas entre as tocas de pedra.

 
21- Praia da Serraria - praia com 100 m de extensão, podendo ser acessada por mar ou trilha de alto grau de dificuldade partindo da praia do Jabaquara. Visitada principalmente por mergulhadores. Em frente à praia está a Ilha da Serraria, local propício para a prática da pesca esportiva e mergulho. a praia da serraria é considerada um abrigo natural nos dias de mar agitado.
 
22- Praia de Saco de Eustáquio - parada obrigatória para quem vai de barco ao lado leste da Ilha, o Saco do Eustáquio é um dos recantos de águas mais tranquilas e cristalinas de toda a Ilhabela. A Praia do Eustáquio está localizada a leste da Ilha. Mesmo tendo acesso apenas por barco, a pequena praia recebe turistas durante o ano todo, que vão atrás de natureza, águas limpas combinadas com o conforto dos bares que servem bebidas além das famosas porções de marisco. Do morro pode-se avistar a Baía de Castelhanos.
 
23- Praia da Caveira - é uma praia deserta, com aproximadamente 50 m de extensão. Excelente para mergulho e pesca, devido à clareza de suas águas. Localizada no lado leste da Ilha, o acesso é por mar ou trilha a partir da praia da serraria. A praia ficou conhecida devido ao naufrágio do transatlântico espanhol “Príncipe das Astúrias”, em 1916, motivo de várias lendas caiçaras.
 
24- Praia da Guanxuma - com apenas 15 m de extensão, é a menor praia da Ilha. O acesso é feito pelo mar ou por trilhas que partem da Praia do Eustáquio e Caveira. Abriga uma comunidade tradicional com algumas famílias e ainda conta com escola de ensino fundamental. Por ser uma praia abrigada, um equipamento de mergulho é a melhor pedida para um perfeito relax. Também indicada para pesca e banho.
 
25- Praia de Castelhanos - antigamente usada como refúgio de piratas, onde encontraram aqui tesouros tão preciosos quanto o ouro que guardavam: água e comida. Hoje, os Castelhanos é considerado um refúgio para o stress e o agito de grandes cidades, tendo como visual o imenso mar com ondas agitadas, a enorme faixa de areia branca na praia que cobre seus 2 km de extensão, os dois riachos de água transparente, e uma enorme cachoeira próxima dali. Enfim, um cenário perfeito para um dia perfeito.
 
BAÍA DOS CASTELHANOS - região belíssima, muito procurada para a pratica de mergulho e surfe. Cachoeiras e vegetação de mata atlântica. Uma estrada de terra com 22 km - perfeita para adeptos de off-road e trekking atravessa o Parque Estadual de IIhabela e leva as belas praias da Figueira, Mansa e Vermelha, onde seus moradores vivem da pesca e artesanato.
 
26- Praia Mansa - com 25 metros de extensão, e como o nome já diz, “mansa” é a água que existe lá. Mansidão é o que você sente após um mergulho neste pequeno espaço de areia cercado por mar, pela vegetação de coqueiros e árvores que te envolvem como se tivessem te abraçando no aconchego da natureza. O cultivo de mandioca e a pesca são as principais atividades do povo nativo. Lá existe uma escola e uma câmara fria onde se estocam os peixes. Indicada para a prática de caça submarina.
 
27- Praia Vermelha - aproximadamente 5 km de trilha a partir dos castelhanos é o que se precisa fazer para chegar nesta linda praia que conta com casas e ranchos de pescadores do local fazendo da paisagem algo de se encher os olhos e de sentir a paz do lugar. Lá vive uma comunidade que conserva os antigos costumes e vivem principalmente da pesca. Esta praia é ideal para mergulho, pesca e um delicioso banho de mar nessas águas limpas e cristalinas que torna o passeio inesquecível junto da paisagem que a cerca.
 
28- Praia da Fiqueira - escondida atrás da ilhas das Galhetas, no lado oposto da baía que dá entrada para o Saco do Sombrio, a praia da Figueira é um pequeno paraíso escondido em Ilhabela. Com cerca de 300 m de areia fina e branca, suas águas mansas, verdes e transparentes emolduram na ponta esquerda uma casa em estilo de fazenda colonial, com um encantador quiosque de sapé e uma casinha de pescadores.
 
29- Saco do Sombrio - local fascinante, embora sem praia; mergulho. Morros e florestas nativas circundam as águas transparentes, protegidas dos ventos. Antigo refugio de piratas franceses, ingleses e holandeses, sendo o mais famoso THOMAS CAVENDISH que, apos saquear a cidade de Santos em 1592, acabou enforcado por seus marinheiros. Mais abaixo, em direção ao sul, estão a PONTA DA PIRAÇUNUNGA e a PONTA DA PIRABURA; no extremo sul, a PONTA DO BOI e um farol.
 

PRAIAS DO SUL

30- Praia de Indaiaúba - Surge como um presente divino escondido no meio da mata. O mar azul, de uma aparência inacreditável, em contraste com a areia branca, é o perfeito cenário para quem acredita que a vida merece ser vivida. Um cartão postal ao vivo, e o melhor, você fazendo parte dele. Existem registrados vários naufrágios na região da Ponta da Sepituba e Ponta do Boi. A praia tem vários pontos indicados para a pesca de linha.

 
31- Praia das Enchovas - faixa de areia protegida por paredes de pedra; acesso via marítima ou trilha (45 min de caminhada a partir do Bonete). Areia monazítica. 
 

32- Praia do Bonete - areia branca e mar límpido; orla com arvore chapeus-de-sol; ventos fortes; ondas imensas, boas para surfe, no Canto Bravo. O RlBEIRÃO DO BONETE deságua a esquerda da praia. Vila de pescadores, a maior comunidade caiçara da Ilha, onde e possível hospedar-se. Acesso via marítima ou pela TRILHA DO BONETE, 13 km a partir da Ponta de Sepituba, com diversas cachoeiras.

A trilha para o Bonete começa na ponta da praia de Sepituba, ao sul da ilha. Exige bom preparo físico, mas não requer dotes de atleta profissional --basta que você não seja um completo sedentário para poder enfrentar o sobe-e-desce do caminho. As cachoeiras da Laje, com três piscinas e escorregador natural, e a do Areado ajudam a refrescar e reavivar os ânimos.
O percurso pode ser feito sem o acompanhamento de um guia, embora um profissional seja altamente recomendado para quem nunca fez essa trilha. Ao chegar ao Bonete, você conhecerá gente que vive, e vive bem, sem as modernidades da cidade grande. O local abriga a maior colônia isolada de pecadores da ilha, que já se acostumou ao movimento das duas pousadas --uma chique e muito charmosa, outra simples, mas também simpática-- e do camping.

Não há luz elétrica, mas o banho quente é garantido pelo aquecimento a gás. Esqueça também o telefone. Caso resolva pernoitar por lá (ouse, vale a pena), você será uma dessas pessoas. Acordará, fará seu desjejum e, com quatro ou cinco preguiçosos passos, chegará à praia. Terá, para trás, a mata atlântica. Para os lados e sob os pés, areia e pedras. Na sua frente, um Atlântico que não acaba mais, com suas ondas que atraem os surfistas conhecedores da rusticidade local e das boas coisas da vida.

Andando até a ponta esquerda da praia, há uma bela trilha que leva à praia de Enchovas. Continuando na mesma rota, há a praia de Indaiaúba. Na mesma direção norte, mas muitos quilômetros à frente, chega-se a Castelhanos, por uma trilha que deve ser feita na companhia de quem já a conhece --ela está inclusa em alguns roteiros de agências de ecoturismo.
Se a intenção for apenas praticar a preguiça no Bonete, tudo bem. Depois de quatro horas de trilha, os sentimentos de vitória e recompensa já dão tranqüilidade suficiente para ficar à toa e esquecer o mundo. A volta pode ser feita de barco --os pescadores cobram cerca de R$ 30 (dependendo da época do ano) para lhe devolver à civilização.

 
33- Praia do Veloso - águas tranqüilas boas para mergulho; próxima ao Farol da Ponta Figueira, Areia monazítica. A TRILHA DO PICO DE SAO SEBASTIÃO conduz ao ponto mais alto do arquipélago (1.379m); o acesso difícil toma fundamental a presença de um guia.
 

 

 

34- Praia do Curral - Com certeza, a praia mais freqüentada e procurada da Ilha. Conquista milhares de fãs o ano inteiro. Mar, praia e natureza somadas ao requinte dos bares que servem desde um petisco à gastronomia internacional é o segredo deste sucesso. Ao entardecer, um inesquecível pôr-do-sol toma conta dos olhares. Tem como atrativo extra a capelinha no topo da pedra do Curral. Cargueiro brasileiro AYMORÉ (1920) naufragado perto da Praia do Curral.

 

 

 

35- Praia Grande - falar de Praia Grande é falar de diversidade. Você pode escolher entre uma caminhada na areia, uma cerveja gelada em um dos vários barzinhos, passear de banana boat ou disco ski, visitar a igrejinha, ou simplesmente se deliciar com um belo banho de mar. Os bares, Camping, Pousada e Lanchonete oferecem ducha para banho na areia e a praia ainda conta com um camping, quadra de futebol e basquete.

 

 

 

36 - Praia do Julião ou Prainha - escondida entre as praias Grande e Feiticeira; águas transparentes e calmas, ideais para banho e mergulho; acesso por trilha desde a avenida principal ou pela costa, a partir da Praia Grande ou da Feiticeira.

 
37- Praia da Feiticeira - As cores das velas do kitesurf contrastam com a fachada do antigo engenho de cana-de-açúcar da Fazenda São Mathias. Vale a pena encontrar o caminho que leva você a esta praia. Ao chegar, um pequeno riacho banha seus pés. A praia é rodeada por coqueiros e chapéus de sol que completam o visual místico e paradisíaco.
Duas cachoeiras desaguam entre a praia e a costeira do sul. FAZENDA SAO MATIAS, amigo engenho. TRILHA PANCADA D' AGUA, cerca de 20' de caminhada facil, embora (ingreme, e trajeto sinalizado; começa no morro atras da Praia da Feiticeira e leva a CACHOEIRA PANCADA D' AGUA, conhecida como Cachoeira dos TRES TOMBOS.

 
38- Praia do Portinho - A beleza das casinhas de pescadores na praia, canoas de madeira, a capela de Santo Antônio, a praçinha, o quiosque, os bares que servem petiscos, a costa da praia da feiticeira de uma lado e a costeira de pedras do outro, fazem do portinho um lugar aconchegante e muito freqüentada nos finais de semana e temporada. Seu acesso pelo mar é perigoso devido à quantidade de pedras que se escondem debaixo das águas limpas e claras desta praia.

 
39- Praia da Pedra Miúda - a praia é pequena em frentre a ILHA DAS CABRAS. Nessa praia que se localiza o Santuário Ecológico Submarino protegido por lei da caça e pesca submarina. Aqui você pode encontrar as mais variadas espécies de peixes ornamentais e outros habitantes marinhos, como a estrela-do-mar e, se der sorte, avistar um cavalo-marinho. O mar, com suas águas límpidas, cobre as pequenas pedras no fundo, de onde vem o nome da praia. Oferece boa estrutura com bares e restaurantes.
 
copyright ilhabela.info